Compartilhe

Socialista ressaltou que é necessário cautela para pensar as composições das alianças com vistas às eleições de 2018

Após ter sido lembrado pelo deputado Trócolli Júnior (Pros) como um bom nome para a disputa ao Governo do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia, ressaltou que é necessário cautela para pensar as composições das alianças com vistas às eleições de 2018.

“Penso que as composições de 2018 serão tratadas no início do próximo ano. Em respeito ao povo paraibano, 2017 deve ser consumido com a realização de obras importantes que projetam o estado rumo ao desenvolvimento”, amenizou. Apesar disso, o socialista salientou que seu nome é uma possibilidade. “Quando se pertence a um partido e se faz política, seu nome sempre estará à disposição, mas penso que uma candidatura majoritária depende de muita coisa”.

Gervásio destacou, por exemplo, a necessidade de um sentimento popular em torno dos nomes que serão lançados à disputa, bem como do apoio partidário e do arco de alianças. “Qualquer fala que fizermos neste momento será precipitada. As coisas têm seu tempo oportuno que será, na minha opinião, em 2018”.

Ele também comentou sobre a possibilidade de aliança com o PMDB e destacou que ainda tem muito amigos na legenda. “Fui do PMDB e deixei lá grandes amizades, mas penso que só o tempo vai mostrar o destino e as decisões que cada partido vai tomar”. Cauteloso, Gervásio disse que só poderia falar do PSB e que teria dificuldade de comentar as decisões que outros partidos possam tomar adiante.

Compartilhe