Ele a pegou e saiu correndo com a menor de 2 anos morta. Os vizinhos uniram forças para salvá-la, no entanto, ao chegar ao hospital, a criança já havia morrido.

A Polícia chegou ao local para iniciar a investigação e fazer o levantamento do corpo. Quando a promotoria colocou o corpo em uma van para levá-lo ao necrotério, mais a família da menor se recusou.

O pai da garota, Roy Perez Cabrera, de 40 anos, disse que não queria uma autópsia porque queria evitar cortes no corpo de sua filha, portanto, ele decidiu levar sua filha falecida embora.

Embora a polícia tenha tentado impedi-lo, o pai correu com todas as suas forças até chegar a um barco que o levou ao assentamento humano “Liberal”, localizado na área inferior da cidade.

A mídia local informou que o pai recebeu informações de que ele teria que pagar pela autópsia mais ele recusou. Agora, o pai exige que o Ministério Público devolva os documentos da menor para que ela seja enterrada.

Catole em Foco com MCeará

Mais notícias em catoleemfoco.com
Nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter
Entre no grupo do whatsapp (Clique no número): Grupo 01, Grupo 02 ou Grupo 03