Compartilhe

Lembra-se dos filmes X-Men onde os mutantes foram tratados como uma ameaça para a sociedade por causa de uma anomalia genética que os tornou diferentes dos humanos? Algo parecido aconteceu com uma #Mulher de 21 anos do estado de Bihar, que fica no Leste da Índia.

Ela sofre de uma condição médica rara que faz com que ela chore sangue. Por causa disso, o marido a abandonou porque ele acha que ela é uma bruxa.

A jovem, identificada apenas como Geeta, foi tratada no Hospital Sardar pelo médico Vinayak Singh, que descobriu que, apesar de suas células de coagulação de sangue funcionarem adequadamente, ela desenvolveu uma condição indolor conhecida como hematohidrose ou hemidrose.

Essa é um fenômeno raríssimo que atinge uma em cada 10 milhões de pessoas.

Ele faz com o portador tenha lágrimas de sangue. O portal de notícias do jornal britânico Daily Mail divulgou que o pai de Geena está com medo e desamparado, já que a desordem da filha já se espalhou e começou a afetar outras partes de seu corpo.

Veja o vídeo:

No entanto, Geeta não é a única portadora de hematohidrose acusada de ter algo maligno. Outra jovem identificada como Preeti Gupta, que agora está 18 anos, de Delhi, também na Índia, começou a misteriosamente a ter sangramento na pele em 2009, quando era apenas uma criança.

Em uma entrevista em 2014 ao Daily Mail, Preeti compartilhou as consequências de sua condição. “Algumas pessoas disseram que os fantasmas ou os espíritos malignos me possuem. Foi terrível”, disse o jovem, na época com 15 anos.

O pai da adolescente também mencionou que as pessoas procuravam a filha apenas para desprezar sua condição. Ele compartilhou: “Algumas delas a acusam de arranhar sua pele tão forte que sangra ou de matar animais para manchar todo o corpo com o sangue. Mas quem faria tal coisa para chamar a atenção?” Embora este seja um fenômeno raro, outra menina indiana foi notícia há algum tempo devido a mesma condição, o que causaria sangramento súbito de seus olhos e couro cabeludo.

Em 2010, Twinkle Dwivedi, de 14 anos, causou confusão generalizada entre os indianos quando a mãe relatou que a adolescente chorava sangue. Parecia suspeito para as pessoas que o misterioso sangramento somente acontecia quando ninguém estava por perto.

Outra jovem da Tailândia relatou uma condição semelhante em 2016. Phakamad Sangchai, de 7 anos, de Nongkghai, sangrava pelos olhos, nariz, orelhas e pele cada vez que sentia dor de cabeça.

Embora tenha recebido o tratamento médico necessário em um hospital local, a condição de Phakamad persiste e deixou sua família indefesa. A menina, que também é suspeita de ter hematohidrose, disse ao Daily Mail: “Eu não quero ser famosa, só quero que alguém me ajude com essa doença misteriosa. Vai realmente estragar minha vida e estou tão preocupada porque pode piorar.”

Blasting News

Leia mais notícias em Catolé em Foco, nos siga nas redes sociais =>Facebook, Instagram e Twiter.
Entre em nosso grupo do Facebook e do whatsapp. Contato (83) 9.9980-8979 - Email: [email protected]