Compartilhe

Stephanie Brito (22), teve sua vida interrompida de maneira brutal. A família acusa o companheiro da jovem pelo crime. O suspeito foi flagrado por testemunhas, carregando o corpo da vítima por horas, na garupa de uma motocicleta. Agora, imagens de câmera de segurança confirmam o relato de quem presenciou o crime.

Na sequência, um homem aparece em uma motocicleta com uma pessoa na garupa. Segundo testemunhas, ele transitou por horas com o corpo na garupa. A vítima ficava caída sobre o suspeito, que parecia não se incomodar com a situação. O homem chegou a parar em uma calçada e perguntar onde poderia encontrar uma farmácia aberta.

O cadáver foi abandonado às margens da Lagoa da Libânia, no Mondubim, em Fortaleza. Uma parte do vídeo mostra o motociclista sobre uma área mais isolada, com árvores, próximo à lagoa. Um casal que presenciou o crime relatou que o suspeito ainda bateu a cabeça da mulher contra o tanque do veículo.

Em entrevista ao Cidade Alerta Ceará, uma tia da jovem, que preferiu não ser identificada, disse que Stephani era querida por todos e tinha um relacionamento com o suspeito, que teria a agredido fisicamente e psicologicamente em outras situações. Em uma das ocasiões, a vítima foi amarrada, além de aparecer frequentemente com marcas no corpo.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o suspeito ainda não foi encontrado. Agora, as investigações estão a cargo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Perícia Forense informou que foram constatadas lesões provocadas por um objeto contundente

CNews

Compartilhe