A Polícia Federal enviou à defesa de Michel Temer nada menos que 84 perguntas a respeito da conversa que ele teve com Joesley Batista, dono da JBS, no Palácio do Jaburu em março desse ano, e que foi gravada pelo empresário.

O áudio faz parte da delação premiada da empresa no âmbito da Lava Jato, segundo o jornalista Gerson Camarotti, a defesa de Temer “levou um susto”.
O peemedebista terá 24 horas para responder todos os questionamentos, caso decida por responder.

Temer tentou se livrar do interrogatório antes que ocorresse a perícia oficial da gravação, mas o pedido foi negado pelo ministro Edson Fachin, do STF, que lembrou a Temer que ele pode não responder.

 

Catolé em Foco

Leia Mais em Catole em Foco
Curta nossa Pagina do Facebook, nos siga no Instagram e Twitter
Entre em nosso grupo do Facebook
Nos mande mensagem no Whatsapp