Compartilhe

Emerson Brasil, de 41 anos, está perto de terminar obra de três andares que fica localizada no bairro de Nova Brasília

No quintal da casa da mãe, no bairro de Nova Brasília, na Zona Leste de Campina Grande, Emerson Brasil sonhou desde criança erguer um castelo. Aos 41 anos de idade, agora está perto de dizer que é uma realidade. Com três andares, a construção do cabeleireiro tem até uma torre com uma vista privilegiada do Agreste paraibano. Uma história digna de cinema. “Quando eu tive o meu primeiro contato com o repertório da história da Bela Adormecida, os personagens, as músicas e principalmente os cenários me chamaram bastante atenção. E foi desta forma, sonhando, que houve o despertar para construir o meu castelo”. “Eu me sinto um verdadeiro rei e apesar de morar em uma comunidade, eu tenho o prazer de abrir as portas deste castelo para que os moradores daqui tenham esse sentimento, de nobreza e que possam ver o outro lado da moeda”, comentou Emerson.

Como professor de inglês e técnico de enfermagem, ele conseguiu juntar uma determinada quantia para dar início à obra. Porém, sua verdadeira paixão é pelo mundo da estética. Emerson montou um salão de beleza no segundo andar do seu castelo e desde então segue trabalhando com muito amor. “Eu moro aqui há 32 anos e esse é o primeiro castelo que vi na cidade. Emerson sempre recebe a gente com muita educação e prazer. Aqui a gente sente um ar puro, um sensação muito boa”, declarou o porteiro Raniere Cristiano.

O valor gasto na obra não foi divulgado pelo cabeleireiro. No entanto, só em um dos quartos mais de R$ 3 mil já foram investidos. E ainda há algumas coisas para serem feitas. Lustres e vários detalhes da era medieval também podem ser visto no local. “Achei muito bonito e lindo. Eu chego a me emocionar. Ele é trabalhador e merece conseguir conquistar os seus sonhos”, declarou Josefá Maria, que é aposentada e mora na vizinhança.

Apesar da obra estar sendo construída em um local apertado, no quintal da casa da sua mãe, ela segue sendo a grande atração do bairro. Para finalizá-la, falta pouco, mas Emerson segue trabalhando noite e dia.