A mensagem encaminhada pelo Presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais, é clara: políticos não terão direito a aposentadoria especial, segundo a proposta de reforma da Previdência.

Atualmente parlamentares federais recebem um teto de R$ 33,8 mil. Se o texto da Reforma da Previdência apresentado pelo Presidente Bolsonaro for aprovado sem alterações, os novos políticos que forem eleitos terão as mesmas regras dos trabalhadores do setor privado, ou seja, o teto máximo de aposentadoria do INSS, que atualmente está em R$ 5.839,45.

Os parlamentares que hoje se aposentam com idade mínima de 60 anos e com 35 anos de contribuição, teriam o período de idade mínima para aposentaria ampliado, sendo 65 anos para homens e 62 para mulheres. Sendo que os atuais parlamentares iriam passar pelo período de transição com regras específicas ao proporcional de tempo e valor a ser recebido.

Catolé em Foco com Eu Sou Azul

Mais notícias em catoleemfoco.com
Nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter
Entre no grupo do whatsapp: Clique AQUI
Entre no grupo 02 do whatsapp: Clique AQUI

Jornalista, escritor e sempre lutando pela verdade, tenho como meta levar as notícias de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.

Deixe seu cometário