O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) tratou como natural o movimento em torno dos prefeitos de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), e de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), que têm sido apontados como pré-candidatos da oposição nas eleições de 2018. Para Cássio, é legítimo que os partidos que têm representatividade e peso político queiram apresentar candidaturas.

Ele também se dispôs a fazer a intermediação entre os dois pré-candidatos, que embora neguem essa condição, seguem pelo Estado reunindo prefeitos e participando de eventos políticos. “Eu me disponho a fazer isso. Acho que tem muita gente para fazer essa modulação”, disse o tucano.

Cássio ainda avaliou que as ações de Romero e Luciano não são atos explícitos de pré-candidatura. “Não se trata de pré-campanha. Estão cada um, na sua cidade, cuidando da gestão dos seus respectivos municípios, mas é inevitável que com o avançar do ano de 2017 […] quando você começa a ter um calendário mais próximo de decisões importantes, é natural que essas especulações aumentem”, disse.

Sobre a sua participação nas eleições de 2018, Cássio ressaltou que não tem obsessão por disputas eleitorais, mas não descartou entrar na briga, seja ela estadual ou nacional.

“Meu nome é sempre lembrado, porque fui governador duas vezes, prefeito de Campina três vezes, hoje senador, mas não tenho obsessão por disputar o mandato de governador. Na verdade não tenho obsessão nem para disputar a eleição como um todo. Vou esperar o que Deus vai designar para a minha vida, seja para disputar o senado, ser candidato a governador ou disputar uma eleição mais ampla”, afirmou.

Catolé em Foco

Leia Mais em Catole em Foco
Curta nossa Pagina do Facebook, nos siga no Instagram e Twitter
Entre em nosso grupo do Facebook
Nos mande mensagem no Whatsapp