“O Governo da Paraíba não vai privatizar a Companhia de Águas e Esgoto da Paraíba”. Foi o que garantiu o governador Ricardo Coutinho, na manhã de ontem, durante pronunciamento seguido de entrevista coletiva no Palácio da Redenção. O anúncio provocou gritos de alegria e aplausos por parte de funcionários e sindicalistas da estatal que lotaram o salão azul.

Os sindicalistas Wilton Maia, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (STIUPB) e José Reno de Sousa, do Sindiágua-PB elogiaram a decisão do governador Ricardo Coutinho e ao mesmo tempo criticaram a proposta do Governo Federal em exigir dos Governos Estaduais a privatização de empresas estatais para poder liberar auxílio financeiro. “Essa é uma decisão sábia, humanitária, permitindo a estabilidade da empresa”, enfatizou Wilton.

Para Leônidas Vasconcelos – funcionário da Cagepa há 32 anos , ele achou ótima a decisão do governador porque todos estavam se sentindo inseguros. “Muita gente já estava com depressão e desnorteada. Com essa notícia melhorou muito. Mesmo já próximo da aposentadoria também me sentia preocupado e também com os companheiros, principalmente os que estão entrando que terão uma segurança a mais”, disse.

“É uma decisão extremamente sábia e importante para a Paraíba e para o Brasil. É uma decisão discutida, dialogada, não só com o governador do Estado, mais sim com a classe trabalhadora. Acho que isso foi um grande avanço nessa discussão onde a categoria compreendeu esse momento que está passando o país e o nosso Estado, mais de fato foi um grande avanço e a Paraíba mais uma vez desponta na frente com uma decisão importantíssima como essa que é de não privatizar uma empresa pública”, afirmou Adriano T. da Silva – Diretor do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba.

Catolé em Foco

Leia Mais em Catole em Foco
Curta nossa Pagina do Facebook, nos siga no Instagram e Twitter
Entre em nosso grupo do Facebook
Nos mande mensagem no Whatsapp