Compartilhe

Durante uma fiscalização, 24 academias foram flagradas em situação irregular em onze cidades do Sertão paraibano. A operação, realizada pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região da Paraíba (CREF10/PB), fiscalizou 30 academias entre os dias 20 e 23 de novembro nas cidades de São Bento, Paulista, Brejo do Cruz, Jericó, Riacho dos Cavalos, Catolé do Rocha, Bom Sucesso, Brejo dos Santos e São José do Brejo do Cruz.

A ação faz parte do projeto “CREF Itinerante”, que reforça, em algumas cidades do interior, os serviços oferecidos na sede, em João Pessoa, e nas Seccionais de Campina Grande e Cajazeiras. Foram registrados também onze notificações de pessoa física e seis escolas em situação irregular.

Segundo o presidente do CREF10, Francisco Martins da Silva, as denúncias no interior do Estado têm aumentado. “É cada vez mais notória a percepção dos alunos de que as academias precisam estar regularizadas e o profissional devidamente registrado, como forma de garantia da saúde. Hoje, ninguém quer treinar em um lugar que oferece riscos”, disse.

Ainda de acordo com o presidente do CREF10, todos as academias flagradas durante a fiscalização terão oportunidade de regularizar a situação entre os dias 30 e 1º de dezembro, em um mutirão de serviços que acontece na Escola Municipal Dr. Jarques Lucio da Silva, na cidade de São Bento.

Projeto CREF Itinerante

Criado em 2016, o projeto CREF Itinerante está em sua 9ª edição. Entre os principais serviços oferecidos estão o registro de pessoa física e jurídica; atualização de Cédula de Identidade Profissional e credenciamento; negociação de débitos; emissão de boletos; contestação de notificações e cursos de capacitação para licenciados e bacharéis.

Academias interditadas em Campina Grande e Santa Rita

No dia 7 de novembro, pelo menos oito academias de ginástica e musculação de Campina Grande foram interditadas durante uma ação conjunta de fiscalização do Conselho Regional de Educação Física (Cref) na Paraíba, Procon e Vigilância Sanitária. As interdições ocorreram após flagrantes de irregularidades.

Em julho deste ano, três academias também foram interditadas e uma pessoa foi levada para a Polícia Civil por exercício irregular da profissão no município de Santa Rita, na Grande João Pessoa, durante fiscalização conjunta realizada pela Promotoria de Defesa do Consumidor e fiscais do Cref.

G1PB