Compartilhe
Jovem é preso por estupro virtual após exigir ‘nudes’ de vítima em rede social
Classifique esse post

Um homem foi preso na manhã desta quarta-feira (11) em Palmas suspeito de estupro virtual. De acordo com a Delegacia Especializada na Repressão a Crimes Cibernéticos, a prisão foi feita em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Conforme as investigações da Polícia Civil, o suspeito teria exigido fotos e vídeos íntimos para não divulgar outras imagens que ele já possuía da vítima. Segundo a delegada Milena Lima(foto), o crime estava sendo investigado há cerca de três meses.

“A vítima nos procurou relatando que teve um relacionamento virtual com o suspeito, acreditava que ele era a pessoa de um perfil falso inicialmente no Facebook. Para dar credibilidade, ele criou também um perfil falso no WhatsApp”, explicou.

Ainda conforme a delegada, no início do relacionamento, a vítima fornecia fotos íntimas de forma espontânea. Porém, após o fim do relacionamento o homem começou a ameaçar a vítima. “Se ela não continuasse a fornecer aquele material ele divulgaria o que já tinha conseguido perante a comunidade e nas redes sociais”, disse.

O crime, segundo a delegada, caracteriza estupro mesmo sem ter ocorrido contato físico.

“Ela passou a ter que se ‘autofografar’ e fazer vídeos íntimos, inclusive, se masturbando. As ameaças constam desde o meio de 2017 até fevereiro deste ano. A figura do estupro contempla a conjunção carnal e os atos libidinosos diversos, desde que praticados de forma coativa. Nesse caso, ela foi obrigada e constrangida a fazer aquilo. Não havia espontaneidade”, explicou.

G1 Tocantins