Na semana do Dia Internacional da Mulher, mais um caso de feminicídio mostra que o caminho a ser percorrido ainda é bastante longo.

Uma universitária morreu após ser estuprada pelo cunhado, espancada e queimada viva pelo namorado. Isabela Miranda de Oliveira tinha 19 anos e faleceu nesta quinta-feira (7). O caso aconteceu em Franco da Rocha, São Paulo.

Isabela passava o carnaval na cidade, e durante um churrasco participou de um jogo que envolvia tomar bebidas alcoólicas. Como não tinha o costume de ingerir álcool, a estudante passou mal e teve que ser levada para um quarto.Enquanto dormia, ela foi estuprada pelo próprio cunhado, noivo da irmã do namorado dela, Willian Felipe Alves, 21 anos.

Ao flagrar a cena e ver os dois nus, Willian se enfureceu e espancou Isabela com a ajuda da irmã dele. O cunhado da vítima também foi agredido. Outras pessoas que estavam no churrasco interferiram e resgataram a universitária.

Ela foi trancada em um banheiro para se proteger da fúria do agressor, mas Willian colocou fogo em pedaços de plástico e colocou dentro do cômodo. Ao tentar sair do local, Isabela foi surpreendida por um colchão em chamas. Com 80% do corpo queimado, ela chegou a ser levada para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Catolé em Foco
Fonte: Jair Sampaio.

Mais notícias em catoleemfoco.com
Nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter
Entre no grupo do whatsapp: Clique AQUI
Entre no grupo 02 do whatsapp: Clique AQUI

Jornalista, escritor e sempre lutando pela verdade, tenho como meta levar as notícias de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.

Deixe seu cometário