Compartilhe

Em entrevista ao jornalista Emerson Marchado, no programa Correio Verdade, da TV Correio, o sargento Denis, da ROTAN, do 5º BPM, afirmou que o carro, HB 20, branco, que supostamente teria sido utilizado no momento do assassinato do motorista do deputado estadual Caio Roberto (PR), Wilker Rodrigues de Sousa, de 41 anos, morto no dia 2 de abril, foi encontrado no Bairro Valentina Figueiredo, em João Pessoa, na tarde desta segunda-feira, (16).

De acordo com a polícia, o suspeito, cujo nome não foi revelado, nega ter conhecimento do fato e revelou que o carro foi locado por ele a uma locadora de veículos da capital, a Localiza, mas, no dia do assassinato, o carro teria sido emprestado a um vizinho e que, até hoje, ele não estava sabendo de nada sobre esse fatos, nem do paradeiro do carro.

Ainda segunda a polícia, o carro já havia dado como perdido pela locadora. O suspeito segue prestando esclarecimentos à polícia.

ENTENDA O CASO:

O motorista do deputado estadual Caio Roberto, Wilker Anderson Rodrigues, de 41 ano foi assassinado com dois tiros, na madrugada desta segunda-feira (02), quando trafegava em frente à farmácia Pague Menos, na Avenida Alfredo Ferreira da Rocha, na área conhecida como “Mangabeira por Dentro”.

A vítima, conforme informações, seguia para o aeroporto, onde iria buscar o deputado, quando foi interrompido pelos disparos.

As primeiras informações dão conta de que desconhecidos sacaram as armas sem que houvesse qualquer discussão e executaram Wilker que, mesmo gravemente ferido, ainda conseguiu dirigir o carro por alguns metros. Com a gravidade dos ferimentos, ele acabou perdendo o controle e bateu em um poste antes de morrer.

As polícias Civil e Militar iniciaram as investigações e buscas, mas até agora são desconhecidos os autores e os motivos do crime.

Um amigo próximo afirmou que Caio Roberto ficou em choque com o assassinato.

O motorista, segundo amigos, era uma pessoa reservada e sem inimigos. O caso está sendo investigado.

Fonte: Sertão Total