Um homem na Rússia foi demitido e preso após um exame de DNA comprovar que ele cometeu um crime, ele havia violentado sexualmente um cadáver de uma ex-participante do Big Brother do país. O homem era funcionário do necrotério e se aproveitou do cargo para usar o corpo da mulher para meios sexuais.

O nome da ex-participante é Oksana Aplekaeva, ela foi morta em 2008 e seu corpo foi encontrado às margens de uma estrada por um caminhoneiro que passava pelo local. O necrófilo foi identificado pela polícia como Alexander, ele tem 37 anos e estava trabalhando quando foi preso.

O corpo da ex-bbb foi exumado e os testes feitos comprovaram presença de material genético de Alexander no cadáver. O russo não será indiciado porque na Rússia necrofilia não é crime. Segundo informações da polícia local, não há provas que ele tenha violado outros cadáveres.

Segundo uma reportagem do “Dally Mally”, após o escândalo Alexander foi abandonado pela esposa, e não quis dar entrevistas a nada vinculado a imprensa.

Confira algumas fotos da ex-bbb:

Confira o vídeo abaixo:

Catolé em Foco

Leia Mais em Catole em Foco
Curta nossa Pagina do Facebook, nos siga no Instagram e Twitter
Entre em nosso grupo do Facebook
Nos mande mensagem no Whatsapp