Compartilhe

Crianças e adolescentes de todo o país estariam sendo coagidas a participar do jogo “Baleia Azul”, através do Facebook ou WhatsApp.

O ‘Blue Whale’ começou na Rússia há quase dois anos e está supostamente ligado a uma série de suicídios no mundo. O jogo visa causar danos emocionais a quem participa. As vítimas são coagidas a seguir instruções feitas por “curador”, como é identificado o responsável por entregar os desafios.

Os relatos apontam que o jogo dura cerca de 50 dias com desafios que vão desde “assistir a filmes de terror durante madrugada”, “rasgar a própria a pele com a faca até X hora do dia”, culminando com o desafio final, que seria o suicídio.

Segundo o tenente coronel Arnaldo Sobrinho, coordenador do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP), em João Pessoa, há informações de que crianças de uma escola na Zona Sul já teriam aderido ao jogo e se mutilado. Ele informou que diligências estão em andamento para averiguar a veracidade da informação.

O militar, que é estudioso na área de cibercrimes, fez um alerta para os pais. “Caso alguém suspeite que um parente ou conhecido está jogando, a orientação é bloquear os perfis envolvidos, dar print nas telas e, sobretudo, explicar os perigos dessa modalidade criminosa”, ponderou.

Compartilhe